Analisando a política local e as novas perspectivas para Vitória da Conquista

10995893_657242947738638_5964070446882314093_n

Gildásio Amorim Fernandes – tela pintada pelo artista Allan de Kard

Desde o rompimento de uma aliança frustrada em que os ventos e vozes e manifestações das lideranças que estabelece as regras e constroem a logística da política local, percebe-se o silencio, a pausa dos que articulam,  que agem de forma silenciosa e entre quatro paredes e nas penumbras das sombras noturnas e se acham que esta acima do bem e do mal, para decidir uma composição e aliança, que pode ser ou não,  interessante, plausível e exitosa nos resultados apurados nas urnas e aos olhos e juízo de nossa população.

Enquanto isso não acontece,  emerge em meio a essa penumbra cinzenta e silenciosa, vozes capazes de ecoar e dá o tom e clima necessário para adequar e reverter o caos, e a eminente derrota deste grupo.

E isso passa pela nossa decisão, pela nossa opção e composição. È  preciso acreditar que talvez sejamos pequeno aos olhos de um ou dois. Ou pode ser um gigante aos olhos de  muitos.  Tai uma reflexão. Que seja como lição.

Eu sou PSD !