REFORMA PODE ATRASAR A CONSTRUÇÃO DO NOVO AEROPORTO DE VITÓRIA DA CONQUISTA – BA

Jose Maria Caires

O Movimento Conquista Pode Voar Mais Alto,   uma organização que  representa inúmeros  setores  sociais  de Vitória da Conquista,  há mais de um ano vem mobilizando toda a sociedade e as autoridades na perspectiva da construção de um novo aeroporto.  Pois o atual não oferece as condições necessárias para  atender as demandas,  as quais, dada a atua situação do mesmo,  não é  compatível para receber aeronave de grande porte, além de não oferecer conforto aos atuais usuários.  O empresário José Maria Caires, representante do movimento,  em entrevista  “Site Agente Diz” nos dá novos detalhes quanto a reforma anunciada pelo governador do Estado da Bahia  Jaques Wagner,  que está prevista  para acontecer nos próximos dias.

A gente diz – Esta reforma seria de fato necessária, ela  resolve o problema do aeroporto?

José Maria – Na  verdade, a gente foi desde o início contra qualquer reforma nesse aeroporto em Vitória da Conquista por entender que ele não suportava mais a quantidade de passageiros que embarca e desembarca em nossa cidade. A situação da recepção do aeroporto de Vitória da Conquista é deplorável, é uma coisa vergonhosa, na verdade parece uma rodoviária de cidade de interior, na verdade, eu não conheço uma rodoviária tão ruim como esse aeroporto. Do ponto de vista de se receber  mais vôos não resolve absolutamente nada. O que está sendo feito são sanitários, aumentando a área onde as pessoas ficam,mas a pista do aeroporto que é onde precisa para que tenha mais vôos não está sendo discutida pelo governo. Então ao nosso ver, esse paliativo não resolve o problema de Vitória da Conquista.

A gente diz – Nós temos o conhecimento de que existem estudos de uma local onde poderia ser construído o novo aeroporto. O senhor poderia dar detalhes sobre esta questão?

José Maria – A decisão de onde será construído o aeroporto é uma decisão muito técnica, é preciso que seja feita uma avaliação de todas as características da área. Nós apresentamos ao governo três alternativas, e dessas, entendemos que uma é a que apresenta melhores condições que é a saída do Iguá para o Pé de Galinha. Mas fizemos essa solicitação ao governo no mês de agosto, ele prometeu que mandaria olhar essas áreas, isso não foi feito. Então o que está acontecendo com o governo é a falta de atenção para esse aeroporto, que é tão interessante para Vitória da Conquista e toda a região do Sudoeste da Bahia.

A Gente Diz – O movimento “Conquista  Pode voar Mais Alto”   é um consórcio que representa inúmeros setores sociais, no entanto,  o comunicador,  Hérzem Gusmão, comentou em seu programa de rádio  que havia solicitado essa reforma  e o governo acatou. O senhor tem informações sobre isso?

José Maria – Eu vi numa entrevista que ele fez com o governador da Bahia e ele realmente questionou e pediu ao governador que enquanto não se construísse o novo aeroporto, se fizesse pelo menos uma melhoria na parte do embarque e o governador prometeu que faria e isso está gravado. Então se houve mais que alguém que pediu, eu não tenho conhecimento.

A Gente Diz – Mas essa reforma pode atrasar ainda mais esse processo da construção do aeroporto?

José Maria – No momento em que o governo começar a fazer essa melhoria no atual aeroporto ele vai se acomodar em relação à construção do novo aeroporto. Exatamente por isso que nós todos éramos contra qualquer melhoria que se fizesse nesse aeroporto, exatamente para que isso não servisse de fuga e terminar demorando para a construção de um novo aeroporto. Então eu acho que isso preocupa bastante a gente.

A gente Diz – E se realmente for construído o outro aeroporto, a cidade deve ficar com os dois aeroportos?

José Maria – Todo lugar que constrói um novo aeroporto conserva o antigo, ele fica como um suporte para aeronaves menores. Especula-se que se construa no lugar deste aeroporto uma sede administrativa, mas não há nada confirmado. Só posso lhe garantir que em são Paulo construiu o aeroporto de Congonhas e não destruiu o antigo, no Rio também. Então nenhuma cidade desativa o outro aeroporto.

Por: Sara Reis

Comments are closed.