A Gente Diz – Morre segurança que ateou fogo em crianças de creche em Janaúba, MG

 

 


Morreu no hospital o vigia que ateou fogo em crianças de uma creche em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, nesta quinta-feira (5). A informação foi confirmada pela assessoria da unidade às 14h50. Damião Soares dos Santos, de 50 anos, era funcionário efetivo da prefeitura desde 2008. Segundo a Polícia Militar, ele jogou álcool nas crianças e nele mesmo e, em seguida, ateou fogo. Quatro crianças de 4 anos morreram no local.

A prefeitura informou que Damião pediu afastamento no mês de setembro alegando problema de saúde. Nesta quinta, ele foi à creche entregar o atestado médico e cometeu o crime. A prefeitura não esclareceu qual era o problema de saúde informado pelo funcionário. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

De acordo com a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas foram atendidas pela unidade – 25 delas foram internadas com queimaduras e 15, que estavam em estado de choque, já foram liberadas. Entre os pacientes internados, 14 são crianças com idades entre 4 e 5 anos. Também há funcionários da creche entre os feridos. Todos os internador tiveram mais de 20% do corpo queimado, e 15 pessoas respiram com a ajuda de aparelhos.

A Polícia Militar informou que uma aeronave da PM está no local para socorrer as vítimas. Ainda segundo a PM, um avião do governo do Estado foi de Belo Horizonte para Janaúba para transportar os feridos até o Hospital João XXIII, na capital mineira, que é referência em tratamento de queimaduras em Minas.

A cidade de Janaúba tem quase 67 mil habitantes, segundo o último Censo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, e está a cerca de 600 km da capital mineira.

Entenda o caso –

Tragédia  em uma creche em Minas Gerais, quatro crianças, uma mulher e o incendiário morreram queimadas na creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente na manhã desta quinta-feira (05). Segundo informações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o guarda do local jogou álcool em algumas crianças e nele mesmo e, em seguida, ateou fogo. A professora morta na tragédia foi identificada como Heley de Abreu Silva Batista. De acordo com a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas deram entrada na unidade de saúde – 25 foram internadas com queimaduras e 15, que entraram em estado de choque, já foram liberadas. Entre os pacientes internados, 14 são crianças com idades entre quatro e cinco anos, com mais de 20% do corpo queimado. Também há funcionários da creche entre os feridos. Quinze pessoas respiram com a ajuda de aparelhos. O agressor, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, é funcionário efetivo desde 2008, ele também ateou fogo no próprio corpo e faleceu no hospital. A prefeitura de Janaúba decretou sete dias de luto oficial.

 

Deixe uma resposta