Prefeito e Secretária de Saúde faz balanço das ações especificas da gestão da saúde no munícipio. E contesta as denuncias apresentadas pelo deputado federal Jorge Solla (PT-BA), junto ao Ministério Público. Ao qual, acusa o prefeito Herzem Gusmão de práticas de crime de improbidade administrativa.

 

 

 

A assessoria imprensa da prefeitura de Vitória da Conquista/BA convocou na tarde desta sexta-feira 10, uma coletiva com a imprensa para se posicionarem, quanto: a repercussão nos meios de comunicação local e da Bahia, sobre a nota, que o deputado federal Jorge Solla (PT-BA), havia ingressado com uma Representação ao Ministério Público /Estadual e Federal –  contra o prefeito Herzem Gusmão Pereira, solicitando ao órgão que: “entrasse com investigação da prática de crime de improbidade administrativa pela situação da saúde do município” a qual, chamou de – “o caos na saúde de Vitória da Conquista”.

No início da coletiva o Prefeito Herzem fez uma minuciosa explanação dos seus dez meses à frente da gestão municipal, ressaltando as conquistas alcançadas, principalmente na área da saúde. Contestou de forma enérgica a denúncia formulada pelo Deputado Solla, afirmando que: “a denúncia não procede e nem tem fundamentos, portanto são inverídicas”.  E que a atual gestão, é que está tentando reverter e concertar o que o governo do PT deixou de herança, sinalizando que: “são dezenas de equipamentos e veículos e ambulâncias sucateados”, rebateu o Prefeito Herzem.

A Secretária de Saúde de Vitória da Conquista, Ceres Almeida que acompanhava o prefeito na bancada da coletiva, por sua vez, discriminou ou elencou cada item das contestações questionadas  pelo parlamentar, com provas contraditórias aos dados apresentados pelo parlamentar.  E prosseguiu, afirmando que a denuncia é descabida, pois não há indícios  que macule e que  não condiz com a verdade e realidade no exercício da gestão de saúde, no município no atual governo.

Ressaltou,  também que em detrimento a posição política e provocações feitas pelo deputado, que são reais, são meras especulações  “não são verídicas”,  muitos avanços aconteceu no setor os quais, tem dinamizado as ações e a gestão pública municipal, citando como exemplo: alguns reajustes, e  reordenamento de alguns setores.

Disse, que a Secretaria Municipal de Saúde – está colhendo muito mais resultados do corpo funcional e da gestão – do que havia no passado. Lembrou que alguns procedimentos ainda não foram possíveis equacionarem por conta de exigências burocráticas junto ao Ministério de Saúde do Governo Federal que trava a celeridade dos processos, encaminhamentos e a efetiva resolução. Avaliou Ceres.

As principais denuncias pontuadas pelo parlamentar junto ao MP, e contestadas pelo prefeito e a secretária;  são:* Omissões por parte do Prefeito Municipal de Vitória da Conquista;* Prejuízos ao erário; * Malversação de dinheiro público; *  Danos ao meio ambiente, em virtude do não descarte adequado de rejeitos contaminantes; *  Danos e riscos à saúde pública”.

Ao final da coletiva, tanto o Prefeito quanto a Secretária disseram estarem tranquilos quanto a denuncia impetrada ao Ministério Público , e se encontram  seguros da não procedência, e  aguardam a apuração das mesmas. Ressaltando, que a atual gestão irá apresentar a verdadeira situação deixada pela gestão anterior, denominando-a, de: “verdadeiro esquartejamento de equipamentos e veículos que compõem a máquina pública”.

 

 

”.

 

 

Deixe uma resposta