29 de maio de 2024

(77) 98833-0195

Secretaria de Saúde de Vitória da Conquista forma força tarefa com empresas e instituições no enfrentamento à dengue.

Prefeitura de Vitória da Conquista promoveu juntamente  com  entes públicos e da iniciativa privada e filantrópica, uma coletiva  com os principais veículos de comunicação da cidade,   para apresentar a base e a forma da execução do projeto “Todos contra a dengue”, que segundo o secretário da pasta de saúde do município, é  uma medida de enfrentamento à dengue em unidades de saúde do município, e que tem a parceria da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Labo, Cicatriclin, Hipermed e os hospitais Unimec, Samur e a Santa Casa de Misericórdia.

Até ontem (8), o número de notificações suspeitas para dengue em Vitória da Conquista chegou a 19.957, com 6.080 casos confirmados e sete óbitos de moradores do município por dengue grave – de acordo com os dados do último boletim da 14ª semana epidemiológica, de 1º de janeiro a 8 de abril de 2024.

Durante a coletiva, o secretário municipal de Saúde, Vinícius Rodrigues, explicou a parceria desenvolvida com as empresas e as instituições do município e destacou a união de todos no enfrentamento à dengue.  “Juntos somos mais fortes. A gente percebe que essa união das empresas privadas, da sociedade civil organizada, do poder público, é pra gente um reconhecimento de que nosso trabalho tem sido forte e que a gente vem exercendo essa ação da dengue além da nossa capacidade física. Está todo mundo preocupado em se unir, em aumentar serviços, desafogar a rede, atender melhor a nossa população”, destacou o secretário.

Vinícius Rodrigues

A parceria consiste na triagem dos pacientes com suspeita de dengue por meio dos internos do curso de Medicina da Universidade Federal da Bahia (Ufba), nas unidades de saúde sentinela de Vitória da Conquista – Morada dos Pássaros, Nova Cidade, Solange Hortélio e João Melo Filho. As amostras coletadas são enviadas para o Labo, que disponibiliza o resultado. Os médicos avaliam se os pacientes têm a necessidade de algum protocolo de internamento domiciliar ou hospitalar e, por telemedicina, por meio da Hipermed e Cicatriclin, os pacientes são contactados e direcionados para as devidas providências. Em casos onde há necessidade de internamento, eles são encaminhados para os hospitais Samur, Unimec e Santa Casa de Misericórdia.

A Cicatriclin está de portas abertas para contribuir com a comunidade. A nossa atuação dentro desse projeto está muito voltada na parceria com a Ufba, com a telemedicina, a nossa plataforma permite essa facilidade para que os médicos consigam fazer uma comunicação direta com os pacientes, com rapidez”, disse gestora administrativa da Cicatriclin, Yasmin Meira.

Yasmin Meira

“Cada um tem o papel no passo a passo dentro do projeto. Após a triagem, coleta das amostras e resultado dos exames, a depender da alteração nos exames laboratoriais, os médicos específicos do projeto, que atuam na telemedicina, faz toda orientação para que o paciente retorne para a unidade de saúde da atenção básica ou faz encaminhamento para a porta da urgência e emergência caso apresente alguma alteração significativa no exame laboratorial”, pontuou a diretora da Atenção Básica do município, Ana Maria Ferraz.

No decorrer da entrevista, o secretário destacou as ações realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no combate e enfrentamento à dengue e reiterou a união de todos para vencer essa situação no município. “A gente espera que as outras também se engajem no projeto, a gente percebe que aqui não há politicagem com a saúde. Quando a gente vê aqui todo mundo junto, fornecendo serviço de qualidade para a população, a gente percebe que têm pessoas na sociedade que estão preocupadas com a população. Então, eu convido a todos, que se juntem-se a nós para que a gente possa vencer mais essa batalha em nossa cidade”, completou o secretário de Saúde.

Ana Maria Ferraz

Participaram da coletiva de imprensa, o estudante de Medicina da Ufba, Eduardo Guirra, o gerente geral do Labo, Ubiratan Amorim Filho, a gestora administrativa da Cicatriclin Yasmin Meira, a jornalista Tamires Tavares representou o Hospital Samur, a diretora técnica da Santa Casa, Carolina Santos, e o gestor administrativo da Hipermed, Caio Lopes.

Coletas nas unidades sentinela – A capacidade geral de execução é de 100 coletas por dia, sendo que cada Unidade de Saúde Sentinela tem a cota de 25 pacientes por dia. Se a cota diária de 25 pacientes elegíveis para coleta sanguínea por unidade for completada, os demais pacientes serão direcionados ao fluxo normal de exame pelo Laboratório Municipal (Lacen), portando documento pessoal, guia de solicitação de exame laboratorial e a notificação do SINAN. Cabe ressaltar que as demais unidades de saúde, que não funcionam como sentinelas, também estão fazendo o acolhimento dos pacientes com suspeita de dengue no turno da tarde e fazendo o encaminhamento normal para exame laboratorial no Lacen.

A imprensa local  foi bastante ativa com perguntas  e  questionamentos de como seria a atuação destas parcerias com os entes parceiros e de como poderia funcionar.  Os membros da mesa que representa as respectivas entidades se posicionaram apontando as suas  disponibilidade  conforme as parcerias estabelecidas com a secretaria de saúde do município. O jornalista Gildásio Amorim Fernandes – em sua fala elogiou a iniciativa fomentada e articulada pelo secretário de Saúde Dr. Vinicius Rodrigues – como um ato importante  e significante para enfrentar este momento tão delicado em que as unidades de saúde se encontram colapsada,–  mas, que seria importante o engajamento das faculdades de medicina de Vitória da Conquista, não só da UFBA, mas, também da UESB, FASA e UNEX.