08 de agosto de 2020

(77) 98833-0195

Hospital São Vicente disponibiliza 20 leitos clínicos e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para atendimento de pacientes diagnosticados com Covid-19.

A Prefeitura de Vitória da Conquista publicou, no inicio do mês de julho,  no Diário Oficial do Município, o contrato emergencial de 30 leitos no Hospital São Vicente, para atendimento exclusivo de pacientes diagnosticados com Covid-19. São 20 leitos clínicos e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), totalmente isolados do resto do Hospital.

São 20 leitos clínicos e 10 leitos de UTI para tratar pacientes relacionados ao coronavírus

O contrato começou a valer desde sexta-feira,  (8) de julho, 3020, e tem duração de três meses. O investimento é de R$ 2.880.000,00 (dois milhões, oitocentos e oita mil reais), de recursos provenientes do Governo Federal.

 

Visita dos  secretários  de Saúde; Ramona Cerqueira, e do secretário de Administração, Kairan Rocha, as instalações do local, que já está pronto para receber pacientes.

“Esse é mais um equipamento para fortalecer o SUS em nosso município. É um compromisso de gestão, na intenção de trazer 20 leitos clínicos e 10 de UTI, fortalecendo todo o nosso sistema e trazendo o compromisso de que a nossa população que venha a ser atendida e diagnosticada com Covid terá o melhor tratamento possível dentro do nosso município”, destaca Ramona.

“É mais um beneficio trazido para a população de Vitória da Conquista, mais uma segurança em relação à disponibilidade de leitos para atender possíveis pacientes de Covid, que necessitem de acompanhamento hospitalar, ou até mesmo de um tratamento em UTI. E assim a gente amplia a nossa capacidade de internação no município de pacientes com Covid-19” avalia o secretário Kairan.

A instalação já está pronta para receber futuros pacientes

Leitos isolados – De acordo com o médico superintendente do Hospital São Vicente, Ricardo Alexandre Ferreira, esse é o primeiro caso, na região Sudoeste, de uma unidade para atendimento da Covid-19 totalmente isolada da estrutura hospitalar. De acordo com ele, a decisão serve para garantir que os pacientes que necessitem de outros serviços do Hospital não tenham risco de contaminação.

“Separamos um pavilhão que fica totalmente separado do Hospital, não tem nenhuma vinculação física, para fazer uma unidade separada unicamente para isso. Todos os médicos, funcionários e pacientes não entrarão em contato nem entrarão nas dependências do Hospital em nenhum momento”, explica.

O prefeito Herzem Gusmão  diz que: “o nosso Governo tem trabalhado no combate ao coronavírus, e nós estamos contando com as bênçãos de Deus e com a cidade, que se levantou solidária e compreendendo as nossas ações, contando com  os recursos do SUS devem ser canalizados para hospitais públicos, na ausência deles, para os hospitais filantrópicos, e é o que nós estamos fazendo”. Argumentou Herzem.