09 de dezembro de 2019

(77) 98833-0195

Prefeitura de Conquista facilita às mais diversas manifestações culturais e sociais, a fim de que a população possa reconhecer sua identidade e memória e resgatar seus valores.

Em 2019, arte e cultura foram ainda mais valorizadas no município

A cultura é um direito constitucional de todos os cidadãos brasileiros. Compreendendo-a ainda como uma importante ferramenta de transformação social, a Prefeitura de Vitória da Conquista não tem poupado esforços para oferecer, aos artistas locais e à comunidade, condições de produzir e ter acesso às mais diversas manifestações culturais. Ao longo deste ano de 2019, um significativo número de eventos, ações, projetos e editais permitiram a expressão e o fomento da riqueza da cena cultural local.

Destaque para o projeto “Cine Centro” que, desde o mês de maio, tem oferecido mostras temáticas mensais de cinema e arte, sempre acompanhadas por comentaristas. A sétima arte também chegou ao distrito de José Gonçalves, por meio do “Cultura Itinerante”. Aqui, as exibições abordam aspectos da importância do auto reconhecimento da identidade e memória do lugar em que os expectadores vivem.

A exposição Glauber Rocha trouxe um rico acervo sobre a obra, memória e história do cineasta conquistense, no mês em que ele completaria 80 anos

E por falar em cinema, no ano em que o cineasta Glauber Rocha completaria 80 anos, o Governo Municipal produziu a mostra “Glauber Rocha – viva o povo brasileiro”. Durante 15 dias do mês de março, foram promovidas apresentações culturais, exposições de filmes e debates na Casa Memorial Régis Pacheco. O objetivo foi homenagear, preservar e divulgar a memória do ator, diretor, escritor e roteirista conquistense.

Geladeiroteca instalada na Prefeitura da Zona Oeste

Também a leitura tem sido incentivada pelos projetos do Governo Municipal. A “Geladeiroteca” tem ofertado livros por meio de uma geladeira bem chamativa, fruto de uma intervenção artística. A iniciativa está presente na Prefeitura da Zona Oeste e na Subprefeitura de José Gonçalves, e deve se expandir para outros espaços públicos. Enquanto isso, na Biblioteca Municipal José de Sá Nunes, a população pode ter acesso 12 mil exemplares atualizados, nos gêneros infanto-juvenil, literatura, livros didáticos, enciclopédias e periódicos.

Também neste ano, os moradores de Vitória da Conquista puderam voltar a ocupar a área do Cristo de Mário Cravo, um dos principais cartões-postais da cidade. Por meio de uma parceria com a Polícia Militar (PM), o projeto “Pôr do Sol no Cristo” proporcionou segurança, gastronomia, música e lazer aos visitantes em uma série de eventos semanais. A ação só foi possível após a revitalização do local, realizada pela Prefeitura, com um investimento de cerca de R$ 380 mil.

Muitas famílias aproveitaram para revisitar ou até mesmo para conhecer de perto o monumento de Cristo de Mário Cravo, durante as edições do “Pôr do Sol no Cristo”

Outro evento de grande destaque foi mais uma edição do já consagrado Arraiá da Conquista. Foram oito dias de muito forró e tradição junina na Praça Nove de Novembro, onde 16 bandas regionais se apresentaram ao público. Além disso, atrações de renome nacional subiram ao palco do Centro Cultural Glauber Rocha, durante os dias 21 e 24 de junho, reunindo até 20 mil pessoas por dia.

Com a reativação do Conselho Municipal de Cultura, também em 2019, têm sido possível alcançar resultados práticos e inovadores para a cidade, como a utilização do Fundo de Cultura, abertura de editais e trabalhos de pesquisa sobre memória e história da cidade. O Conselho tem sido um dos principais parceiros, por exemplo, da Comissão de Tombamento, que foi criada neste ano com o objetivo de tomar imóveis que preservam a memória material e imaterial de Vitória da Conquista.

Genival Lacerda foi um dos grandes nomes que lotou o Espaço Glauber Rocha durante o Arraiá da Cidade

Criar condições para que a população possa ocupar os espaços públicos é outra marca do Governo Municipal. Com a implantação das visitas guiadas na Casa Memorial Régis Pacheco, os visitantes podem ter acesso à iconografia do acervo, assim como detalhes e particularidades que levam ao entendimento da nossa identidade.

Já o Estádio Municipal Edvaldo Flores tem sido sede de uma série de eventos esportivos, nas mais diversas modalidades. São torneios, campeonatos, copas, jogos intercalasses, treinamentos, aulas da Escolinha de Futebol e jogos de confraternização. A prática esportiva também está presente na Estação Cultura – Cidadania J. Murilo. Aqui, as crianças e jovens têm acesso à capoeira, oficina de hip hop e cursos de teatro, ballet e desenho expressional. O equipamento também abre espaço para manifestações educativas e culturais de outros projetos e instituições da cidade.

Na Estação Cultura – Cidadania J. Murilo, os jovens têm aulas de ballet, teatro e desenho experimental

Ainda neste ano, foram lançados quatro editais culturais no município, contemplando as áreas de cinema, música, teatro e Terno de Reis. De acordo com o secretário municipal de Cultura, Adriano Gama, a intenção é diversificar cada vez mais as modalidades atendidas pelos editais, beneficiando os mais diferentes tipos de arte. Além disso, ele anuncia que esses instrumentos também irão se voltar com mais efetividade à zona rural: “Estamos para lançar um novo edital cultural setorial, porque a gente quer abranger com mais força os distritos. A gente quer, na verdade, levar mais ações aos 11 distritos que a gente tem.”

Para o secretário, os resultados colhidos ao longo do ano têm sido positivos. “A gente tem trabalhado forte no sentido de cada dia mais dar crescimento à nossa cultura verdadeiramente, aumentar o fomento cultural da nossa cidade.” Para isso, Adriano lembra que as políticas públicas culturais são construídas com o apoio de muitas mãos, e deixa o convite: “A gente quer ouvir os artistas, ouvir opiniões, sugestões, ideias; para que a gente possa trabalhar pela cultura da nossa cidade juntos. Eu acho que esse é um ponto fundamental. Ninguém faz nada só, então é muito importante a gente caminhar de mãos dadas e juntos, pensando a cada dia mais formas de melhorar e fortalecer a nossa cultura.”