25 de abril de 2024

(77) 98833-0195

 Vitória da Conquista já registrou 1.649 casos confirmados Dengue. E já soma mais de  três óbitos por conta da proliferação da arboviroses na cidade.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou nesta segunda-feira (11), o boletim semanal das notificações das arboviroses até a 10ª semana epidemiológica – de 1º de janeiro a 11 de março de 2024 – que contabilizou 7.232 notificações suspeitas de adoecimento por dengue, com 1.649 casos confirmados.

Na última semana também foram confirmados mais dois óbitos de residentes de Vitória da Conquista por dengue grave, de uma jovem de 29 anos e um idoso de 78 anos. Até o momento, o município registra três óbitos confirmados e ainda estão em investigação na Câmara Técnica do Estado, o falecimento de outros dois pacientes por suspeita de dengue.

Neste momento, 56 pessoas estão internadas em unidades hospitalares. Também foram feitas 1.264 notificações suspeitas de chikungunya, com 37 confirmadas e outras 389 notificações de zika, com um caso confirmado.

Unidades de Saúde Sentinelas 

Há 15 dias, as Unidades de Saúde da Família Solange Hortélio (Urbis II), Morada dos Pássaros, João Melo Filho (Ibirapuera) e Nova Cidade estão atendendo, prioritariamente, aos pacientes com sintomas suspeitos de dengue e síndromes gripais, considerados fichas verdes e azuis, no horário das 14h às 22h. As fichas são preenchidas até as 20h, a depender da demanda de pacientes, e os atendimentos seguem até as 22h.

Desde o dia 26 de fevereiro, quando o modelo sentinela passou a funcionar nessas unidades, 2.547 atendimentos já foram prestados. Desses, 2.112 foram de pacientes com perfil de suspeita de dengue, representando 82% dos atendimentos totais nessas duas semanas. Outras 294 pessoas atendidas foram por motivo de síndromes gripais, equivalente a 11% dos atendimentos.

Em caso de sintomas como febre (geralmente acima de 38°C), dor de cabeça, dores no corpo e nas articulações, dor atrás dos olhos, manchas avermelhadas pelo corpo, falta de apetite, mal estar e cansaço, procure a unidade de saúde mais próxima de casa para receber atendimento médico e evite a automedicação com anti-inflamatórios, como Ibuprofeno, Naproxeno, Cetoprofeno e Nimesulida, para evitar complicações.

Combate ao mosquito

A Prefeitura está mobilizada nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, com mutirões, ações de bloqueio e borrifação de inseticida em pontos estratégicos da cidade e nas áreas com maior número de notificações, ações de limpeza pública, notificação de proprietário de terrenos baldios para limpeza adequada, dentre outras ações. Além do apoio do carro fumacê, que também está circulando em bairros e loteamentos da cidade, com aplicação do inseticida Ultra Baixo Volume UBV para reforçar as ações de bloqueio.

Mas ainda é fundamental o apoio da população, que deve redobrar os cuidados dentro de casa, fazendo a eliminação de qualquer acúmulo de água parada que possa servir de criadouro para o mosquito. Para fazer a denúncia de alguma situação de risco, entre em contato com o Centro de Controle de Endemias pelo número: (77) 3429-7421.